domingo, 30 de janeiro de 2011

Preconceituoso, eu?

Sim! Preconceituoso você!
Não precisa se assustar com a afirmação acima. Sabe, as pessoas no geral tem uma péssima ideia sobre o preconceito, mas estou aqui pra defendê-lo de certa forma. Agora provavelmente você deve está pensando coisas horríveis sobre mim do tipo "como uma pessoa pode defender o preconceito?". Bom, mesmo que não esteja pensando em algo do tipo, você está no mínimo imaginando o que se passa na minha cabeça enquanto escrevo este texto. O ponto é, independente do que estiver pensando sobre mim, ou sobre o meu texto, você agora está utilizando seu preconceito. Como assim? Se você pensou algo do tipo "como uma pessoa pode defender o preconceito?" você está me classificando, mesmo sem me conhecer, como uma pessoa horrível. E preconceito é isso fazer julgamentos muitas vezes precipitados sobre alguém ou alguma coisa. Eu mesma, ao afirmar que tipo de coisa você está pensando fui extremamente preconceituosa.
Agora pra quem quer saber como eu defendo o preconceito, é o seguinte: primeiro, eu aceito o preconceito como algo inato do ser humano, ou seja, todos nós somos preconceituosos de alguma forma, por exemplo, se você vê uma pessoa idosa carregando algo que aparentemente é pesado, sua reação é achar que aquilo é demais para aquela pessoa, o que pode não ser... isso é preconceito, é algo natural, e nem sempre é ruim. Todo mundo tem uma primeira impressão das pessoas, já pararam pra pensar como essa primeira impressão é preconceituosa? O fato é que é graças à primeira impressão que seu melhor amigo é seu amigo, você tem amigos graças ao preconceito. Nem sempre a primeira impressão é verdadeira? Lógico, não somos paranormais, não podemos adivinhar quem as pessoas são sem conhecê-las. O fato é que se a impressão é boa, é provável que você se dê bem com a pessoa, mas é apenas provável, não uma certeza, assim como nem sempre a má impressão é confirmada. Isso tudo prova que as vezes é bom ser preconceituoso, e também prova que o preconceito que temos muitas vezes pode estar errado.
E o que está errado no preconceito? Errado é julgar pela aparência, como por exemplo achar que um negro não pode entrar numa universidade se não for pelas cotas raciais, ou achar que aquela garota que você viu beijando outra não pode ser uma moça de família.  Errado é negar um emprego à uma pessoa "fora do peso" ou com a idade avançada. Enfim, errado é discriminar por preconceito, tratar as pessoas com diferença porque a primeira impressão que tivemos dela não foi boa. Errado é matar um homem por vê-lo demonstrar carinho pelo homem que ama, achar que alguém é inferior a você e que por isso você tem o direito de tratar esta pessoa com rispidez e violência. Esse é o lado mal do preconceito, é o lado que devemos evitar, devemos tratar as diferenças com igualdade. Eu sou hétero  você é gay? Somos diferentes. Eu sou humano, você é humano? Somos iguais.
Você que está lendo não é superior a mim, nem eu sou superior a você. Você tem direito de discordar de mim se quiser, seja preconceituoso comigo, mas cuidado no que seu preconceito pode fazer com você.

11 comentários:

Apenas Tici... disse...

Falou muito bem.
Já escrevi sobre preconceito tbm. É estranho, logo de início, se assumir preconceituso, porém é algo do ser humano... Todos temos algum tipo de preconceito, o problema é que mta gente acha que preconceito é somente com negros, gays e nordestinos quando o leque é bem maior.

Adorei a postagem.

Beijinhos

Will Lukazi disse...

Muito bonito teu blog. Bem planejado. Vi muitas coisas legais por aqui. Confesso que já estou seguindo e visitarei aqui mais vezes....rsrs..nao deixe de postar ta bom.
Assim que tiver um tempinho nos visite tbm...será para nós uma honra.

Grande abraço...

priscilinha13b disse...

"Todo mundo tem preconceito"

entrelinhasdohorizonte disse...

Muito bom o texto. Parabéns.
Precisamos tirar esse preconceito escondido dentro da gente...

Brunna disse...

Parabéns! Eu adorei.
Você nos mostrou um texto muito bom de ler para refletir.
Realmente o preconceito já é algo ensinado na sociedade e cresçemos assim. Não tem jeito, hoje em dias muitas coisas são erradas... mas é muito difícil mudar milhares de cabeças.
Mas devemos saber moderar nosso preconceito e usá-lo para o lado bom.
Beijinhos, http://bruuhloira.blogspot.com/

Ravi Barros disse...

Vendo pelo seu ponto de vista realmente ele pode ter o seu lado bom. Embora na maioria das vezes ele é apenas uma péssima impressão daquilo que não conhecemos.

Milla disse...

O problema do preconceito não é pensar, e sim agir de acordo com o conceito ignorante e pré-estabelecido. É quem permanece com o conceito errado na cabeça e assim julga, age e fala pela aparencia.

Mas muito bem pensado, tais percepções nos levam sempre ao amadurecimento.

Bjs

Fábio Mayolino disse...

Podemos todos ter preconceito, mas temos que tentar ao máximo usar o bom senso e não se deixar influenciar por um conceito pré-estabelecido na sociedade... As vezes é muito mais vantajoso abafar o preconceito do que agir sobre ele. Ter preconceito é um mecanismo da mente. O que nos falta á auto-controle!

Ana Lucia Nicolau disse...

sua exposição foi muito boa.
realmente complicado analisar palavras que podem ter vários sentidos,mesmo que apenas usuais do dia a dia popular...
é no sentido de vincular essa palavra ao teor ofencivo ao tratamento às pessoas e condutas que distorce todo seu significado....
abs

Wesley disse...

ja estou seguindo viu


www.paulstepola.blogspot.com

Camila . disse...

Todos nós carregamos alguns preconceitos, devemos ao longo da vida aprender a lidar com eles. A derrubá-los e a derrubar também, os que por ventura venhamos a sofrer por algum motivo.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com