sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

¡Tchau Radar!

Humberto Gessinger: Fundador dos Engenheiros do Hawaii, multi instrumentista, atualmente nos palcos com Duca Leindecker (Cidadão Quem) com quem forma o Pouca Vogal.
Rodrigo Tavares: Baixista da banda Fresno, multi instrumentista, além do trabalho com a banda e a participação como bateirista no disco The Rise and Fall of Beeshop (do projeto solo de Lucas Silveira (vocalista da Fresno) Beeshop), possui também seu projeto solo: Esteban.




O que Humberto Gessinger e Rodrigo Tavares tem em comum? Apesar de pertencerem à diferentes gerações pode-se de cara dizer que em comum eles tem o fato de integrarem a cena do Rock gaúcho. Quem conhece com certeza sabe que músicalmente falando há gritantes distinções entre a música de cada um, mas Tavares nunca negou ter Humberto como ídolo e ser fã dos EngHaw a ponto de ter uma tatuagem em homenagem a banda. Até aqui temos uma relação fã-ídolo, suficiente forte, tenho que admitir, mas quem acompanha qualquer um dos dois artistas sabe bem que a relação deles últimamente tem tomado outras proporções. 
Primeiro alarme: diálogos pelo twitter, segundo alarme: anunciado show do Esteban com participação de Humberto Gessinger (o show ocorrerá em Porto Alegre neste domingo, 26), terceiro alarme: no post desta terça no BloGessinger humberto fala de uma nova parceria (no mesmo dia Tavares brinca no twitter dizendo que um de seus projetos deste ano é voltar com os Engenheiros do Hawaii tocando guitarra), quarto alarme: Humberto Gessinger pergunta a Rodrigo pelo twitter se eles tocarão a música nova.
Depois de tudo isso, nesta sexta, 24...

E então vieram gritos de alegria e de protesto, protestos particularmente vindo de fãs de Humberto que fizeram questão de por o preconceito acima do amor à música e não conseguiram aceitar bem a ideia de seu ídolo roqueiro cabeludo estar em parceria de um cara que toca numa banda de "emocore" que seria um tipo de música inferior que não mereceria a alcunha de rock. Eu (como sabem os leitores deste blog) sou totalmente contra preconceito musical e procuro muito respeitar o que eu não gosto e principalmente ouvir antes de julgar se o som é ou não do meu gosto. Nunca ouvi uma música sequer do Esteban, mas quanto a Fresno, eu a defendo como a única banda emo brasileira cujas músicas fazem algum sentido. Quanto a Humberto Gessinger, quem me conhece sabe que se eu tenho um ídolo (destesto esta expressão, mas por falta de uma melhor...) é ele. Então minha vontade de ouvir a música foi imediata, e eu realmente me surpreendi, até pensei que a música seria boa, afinal de contas era Humberto Gessinger, mas a perceria realmente deu certo, com direito a topo dos TT Worldwide, e sim, na minha opinião a música é linda, e os preconceituosos que se calem e se conformem.

Depois de todo esse blá-blá-blá vocês devem estar querendo ouvir a música né, ai vai:

 

E ai, o que acham?





p.s.  ¡Tchau Radar! também é o nome do 12º disco do Engenheiros do Hawaii

9 comentários:

@marcosvolk disse...

Simplesmente linda, deveria ir pro disco solo do Esteban! *-*
:Drevi

Duo Postal disse...

Vida longa ao rock'n'roll!!!

http://duo-postal.blogspot.com

Guru do Metal disse...

engenheiros até que é legal, frezno já não gosto

http://rocknrollpost.blogspot.com/

Carolina Lima disse...

TAVARESSS, ESTEBAAAN *o* Morri :P
Gosto dos dois, amei a junção.
http://oicarolina.wordpress.com/

Gabriel B. disse...

Bom gosto musícal hã? kk estou te seguindo.

http://www.darkvermilion.blogspot.com/

Thainá Muniz disse...

O Esteban é um dos maiores gênios da música brasileira, apesar de ter "surgido agora" para muito. Ele é genial! Tanto ele quanto o Lucas.

http://meaboutthings.blogspot.com/

Andy A. disse...

uma boa dupla...seguindo seu blog , passa no meu e se curtir me segue ?

Vikah Suzart disse...

amei o blog te seguindo
http://pstrawberrymake.blogspot.com/

Anônimo disse...

Gessinger é muito bom, principalmente as twitcam dele..
legal o blog!