sexta-feira, 6 de julho de 2012

Ativistas me cansam

Ainda que maioria na população mundial, as mulheres, ainda hoje, pertencem à um grupo que é minimizado nas sociedades ao redor do mundo. O fato de pertencer a tal grupo me faz ser a favor da luta por merecidos direitos para quem ainda não os tem, o que me coloca a favor dos movimentos que envolvem minorias sociais, as quais, por sua condição de minoria são negados direitos que deveriam ser de todos. Mas algo nestes movimentos me incomoda, a saber, as pessoas que fazem parte deles.
Um grupo de ativistas terá sempre diferentes tipos de pessoas, dependendo da natureza do grupo, ali estarão indivíduos de diferentes crenças, origens, graus de instrução, pessoas educadas de maneira diferente umas das outras, essa interação é boa, claro, e necessária, o problema dos ativistas está longe disso, aliás, só toquei nesse ponto para complementar o que ainda tenho a dizer.
Já pararam pra reparar em algum debate envolvendo qualquer grupo que luta por qualquer causa? A menos que você faça parte do tal grupo, há de convir que os argumentos sólidos dos mesmos podem ser contados nos dedos e que após horas de debate só sobrarão palavras vazias ditas em tom sarcástico e por vezes até insultos. Isso ocorre porque depois de horas de debate, os que ficam supostamente "firmes e fortes" serão apenas fanáticos que se acham os donos da verdade e não respeitam nem um pouco seus interlocutores, muito menos suas opiniões, e o pior de tudo isso é não terem um só argumento válido que justifique o fato de eles se acharem tão superiores. E assim os ativistas se tornam tão "quadrados" quanto aqueles contra quem lutam.
A pergunta é: Se há todo tipo de pessoa em grupos de ativistas, por que se sobressai o grupo repugnante citado acima? Agradeceria muito que alguém soubesse me responder. Sei que os ativistas sensatos existem, e que são muitos, mas também sei que eles e o movimento que defendem estão sendo prejudicados pela presença daqueles que... digamos... não são tão sensatos assim.
 O Inexplicável como eu é a favor de movimentos sem fanáticos!!! E você? 

NOVIDADES:
¹Á partir de hoje o Inexplicável como eu é semanal! Toda Sexta-Feira terá post novo na área!
²Agora este blog que vos fala tem página no Facebook, os interessados deverão acompanhar as atualizações por aqui: www.facebook.com/inexplicavelblog

3 comentários:

Guru do Metal disse...

alguns são marginais que em vez de reinvidicar partem para a violência e a destruição do patrimônio público, esquecendo que é pago com o imposto dos trabalhadores.

Bruna Battirola disse...

As diferenças marcam a composição de um grupo. Pessoas se juntam a fim de um objetivo e isso é valido, porque há muita troca de conhecimentos entre eles. E é isso, acredito eu, que faça da sociedade tão humana.

Jaqueline Bertoldo disse...

Sabe que aconteceu um caso assim esses dias aqui onde moro numa marcha pela educação. A marcha era por condições melhores na educação bem como em apoio aos professores grevistas e não em defesa do socialismo, contra o prefeito da cidade ou a favor de 50% das cotas para escola pública. Mas claro, esses discursos paralelos se fizeram presentes devido ao fanatismo. Mesmo assim, ainda me considero defensora das causas sociais e assim continuarei apesar dos fanáticos pois a luta não pode parar. Abraços.