domingo, 1 de julho de 2012

ser/estar


Você é feliz?
Superficializando o sentido de felicidade, minha resposta à esta pergunta seria sim, acredito que muitos diriam sim ou não de cara sem nem ao menos parar pra pensar no que é ser feliz. Definitivamente não acho que esta seja uma pergunta objetiva que só pode ser respondida com sim ou não, isso só seria possível se existisse um estado pleno de felicidade, aquele que ficamos feito doidos procurando, sem parar pra pensar que ele só seria possível num mundo perfeito. Sei que muitos defendem que o adjetivo feliz não complementa o verbo estar, apenas o verbo ser, sou obrigada a discordar.
Antes que venham mais uma vez dizer que estou confundindo felicidade com alegria, deixo bem claro que acredito na alegria como uma manifestação da felicidade, afinal de contas, quem está feliz não precisa necessariamente estar naquele estado eufórico da alegria, mas para que este estado ocorra é preciso uma explosão de felicidade. Entendam, eu sei que felicidade é algo muito maior que alegria, mas ainda assim, acredito que como a alegria, a felicidade não é um estado contínuo. Posso até estar equivocada mas me parece bem óbvio que não se é SEMPRE feliz, afinal estamos sempre sendo abalados por diversas situações que nos empurram pra baixo, ficamos realmente tristes em vários momentos de nossas vidas, e por mais que alguns estejam felizes a maior parte do tempo, é ilógico apontar a felicidade como algo que se é em definitivo. Não faz mais sentido "as vezes fico feliz mas as vezes fico triste" do que "sou feliz mas as vezes fico triste"?
Se você nunca ficou triste, parabéns, tens o direito de me atirar a primeira pedra e tatuar na sua testa: "SOU 100% FELIZ". E se você já ficou triste várias vezes como um ser humano normal e ainda assim se acha no direito de gritar que é feliz, por favor me explique: Como alguém definitivamente feliz é capaz de passar por momentos de tristeza?

8 comentários:

Gabriel A. Martins disse...

Já fui feliz, ultimamente estou apenas deixando rolar. Acho que felicidade é algo de momento, não um sentimento duradouro. Ela vem e, com a mesma pressa, se vai.

Abraços,
Gabriel
http://desejosdesabado.blogspot.com.br

KGeo disse...

a melhor felicidade é quando vc consegue o que quer depois de muita batalha não tem sensação igual

Figueiredo, Vagner disse...

Raquel, quero te fazer um convite!
Participar do nosso grupo no facebook voltado para nós blogueiros. O link se encontra no meu blog.

Um abraço!

Guru do Metal disse...

ninguém é feliz ou triste por completo

João Alexandre Rodrigues disse...

Ótima reflexão!!! Adorei o texto!!!

Enrique Coimbra disse...

E acho ainda que "ser feliz", assim como "sentir amor", não é fórmula. Não funciona igual pra todo mundo! Me considero feliz, sim, mesmo que passe triste a maior parte do tempo. Passava. Tenho as coisas que quero, aprendi a lidar com a frustração de sonhos, da falta, e isso me motiva a continuar feliz, depois, manifestar alegria. Caio e levanto. Win-win.

Andy A. disse...

O testo ficou ótimo , mas nãoa credito na suprema felicidade e sim em momentos felizes ...

Gui ) * = disse...

as pesoas podem ser felizes, so dependem delas mesmas qerer